18 novembro 2008

O presidente-professor


Se houve um mérito do presidente da Républica foi a de ter despertado a curiosidade dos jornalistas, muito deles da área económica, relativamente a essa rubrica das contas nacionais chamada Rendimento Nacional Bruto (RNB) ou, na perspectiva da oferta, o Produto Nacional Bruto (PNB). Finalmente aperceberam-se que existe um indicador que mede a criação de riqueza com base no critério da ncaionalidade e não da territorialidade (caso do PIB). Pelo que se lê nesta notícia, alguns ainda não perceberam que a questão não está em chamar-se "Rendimento" ou "Produto" mas sim no facto de ser "Interno" ou "Nacional". Mas houve sem dúvida um upgrade na literacia (macro)económica. Bem haja, professor.

5 Commets:

Blogger alf said...

a questão tem vários ângulos; fala-se da riqueza que os imigrantes mandaram para fora mas não da que os emigrantes trouxeram.

Dúvidas: dinheiros ganhos por empresas nacionais e transferidos para offshores saem do RNB?

O investimento nacional no estrangeiro tb?

outra confusão que se pode fazer é concluir que as empresas estrangeiras diminuem o RNB; não é assim - elas levam para fora parte do rendimento que geraram, o qual pode ter sido através da exportação (no caso das empresas industriais de exportação). Agora, como é evidente, empresas estrangeiras que pretendem unicamente explorar o mercado nacional em concorrencia com as nacionais tendem a ser um perigo se não forem controladas (em pequena quantidade são estimulantes, em grande matam)

11:23 da tarde  
Blogger Tarzan said...

«O investimento nacional no estrangeiro tb?»

Se o lucro é obtido por um nacional, então entra no RNB/PNB.


«as empresas estrangeiras diminuem o RNB»

Não dimunuem pois os seus lucros não entram no RNB. Os salários por elas pagos a NACIONAIS já entram. Antes de pensar em considerar qual é o número de empresas estrangeiras óptimo e mandar embora algumas ou todas terá de pensar quantas pessoas vai mandar para o desemprego pois não é líquido que os empresários/investidores portugueses estejam dispostos a ocupar o lugar vago por elas deixado. Também terá de ver se a retirada forçada de empresas não vai levar a situações de menos concorrência que na situação anterior com os inconvenientes que lhe estão associados.

10:23 da manhã  
Blogger alf said...

tarzan

eu não disse que as empresas entrangeiras diminuem o RNB mas o contrário - excepto nos casos em que elas vêm apenas fazer concorrência desnecessárias.

Quando falei nos investimentos nacionais no estrangeiro não estava a falar dos lucros mas do dinheiro que sai para investimento - este fluxo para fora de dinheiro é contabilizado de maneira diferente do fluxo de dinheiro dos imigrantes?

12:20 da manhã  
Blogger Tarzan said...

Não sendo o investimento um rendimento, não é naturalmente contabilizado no RNB.

11:38 da manhã  
Blogger Tarzan said...

Para saber um pouco mais recomenda-se a leitura destes links:

http://pedrolains.typepad.com/pedrolains/2008/11/pib-ou-pnb.html

http://pedrolains.typepad.com/pedrolains/2008/11/pib-ou-pnb-ii.html

10:30 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home