19 setembro 2008

As nacionalizações na era global


A China prepara-se para nacionalizar 49% da Morgan Stanley (via Ladrões de Bicicletas). Antigamente os estados nacionalizavam as empresas nos seus próprios territórios. Na era da globalização a palavra (inter)nacionalização passou a ter dois significados. Agora os Estados passam a poder controlar directamente não só empresas nacionais como estrangeiras. O que me preocupa (mais do que deixar-me descansado) é que as motivações destes novos "capitalistas" não são a simples procura de lucro.

2 Commets:

Blogger alf said...

As regras do capitalismo funcionam muito bem quando se pode ter um mercado crescente; mas acontece que este mundo é limitado, a população não pode aumentar mais (terá mesmo de diminuir, como irei mostrar). Então, a que conduzem as regras do capitalismo? Que tal fazer futurologia? Ficava-se logo a compreender os actos daqueles que souberam perspectivar o futuro, como os chineses...

6:28 da tarde  
Blogger Tarzan said...

Os chineses? Não tenho dúvidas que irão dar cartas. Mas tenho algumas reservas quanto resultado desse "planeamento" e "perspectivas". Acho que os chineses acordaram tarde. Agora que estão a apanhar o comboio (no qual já poderiam estar há mais de um século) parece que ninguém os vai parar. Mas vai. Todos temos as nossas limitações...

10:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home