02 julho 2008

Ai os marotos dos chineses


"Veículo eléctrico para passeios gasta apenas um euro por cada 400 km"
(in IOL Diário)

«Adquirido em Barcelona, embora de fabrico chinês, o veículo consome apenas o equivalente a um euro por cada 400 quilómetros. O pequeno «autocarro», de oito lugares, está homologado a nível europeu e até foi importado de Espanha com benefícios fiscais, por não utilizar combustíveis fósseis.»

Não bastava darem-nos cabo da indústria de brinquedos, têxtil e calçado ainda querem vir cá estragar o negócio às gasolineiras e pôr em causa o orçamento de Estado. Ecologia, tudo muito bem mas com conta peso e medida, ó faxavôr.

4 Commets:

Blogger alf said...

1 euro por 400 km só pode ser asneira. De qualquer maneira, estas coisas mostram a tremenda resistencia que existe a qq mudança. Porque a mudança dá trabalho e envolve riscos e ninguém está para isso.

Eu já tenho dito que o progresso e a evolução da sociedade não é inerente ao ser humano «normal». A nossa sociedade portuguesa de há pouco mais de 1 século era indistinguível, em relação à esmagadora maioria da população, da sociedade de há 2 milénios e mais.

2:06 da manhã  
Blogger Tarzan said...

«A nossa sociedade portuguesa de há pouco mais de 1 século era indistinguível, em relação à esmagadora maioria da população, da sociedade de há 2 milénios e mais.»

Quer explicar melhor?

8:20 da manhã  
Blogger Tarzan said...

«1 euro por 400 km só pode ser asneira.»

Agora que refere, acho que tem razão. Só devem ter contabilizado o parquímetro :-)

8:21 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

«1 euro por 400 km só pode ser asneira.»

Estou certo disso.

E a electricidade é gerada, na maior parte, a partir dos combustíveis fósseis. Só parece mais barata porque o combustivel que a gera não paga os mesmos impostos que o combustível para automóvel.

José Simões

2:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home