20 junho 2008

Afinal era o Sol


Via A Arte da Fuga, li as declarações de John Coleman, fundador do The Weather Channel afirmar que afinal as tendências de aumento e diminuição das temperaturas na Terra estarem muito mais relacionadas com a variação da actividade solar do que pela acção do Homem (Daaaaah!). Aguarda-se o clamor da claque Al Gore a dizer que o senhor foi comprado pelo grande capital.

«I suspect you haven’t heard it because the mass media did not report it, but I am not alone on the no man-made warming side of this issue. On May 20th, a list of the names of over thirty-one thousand scientists who refute global warming was released.»

3 Commets:

Blogger alf said...

Estou banzado! pensei que levaria muito mais tempo a desmontar isto! Bem, o «aquecimento global» não cairá sem luta, ainda levará mais uns anitos por certo.

Claro que a razão para esta queda antecipada em relação às minhas previsões não foi o valor da «verdade», o peso da racionalidade - foi simplesmente a subida de preços dos combustíveis. Dificil para os europeus mas incompatível com o «american way of life».

Mas a queda do modelo climático do aquecimento global é muito mais séria do que podem pensar. É o começo do fim da Física como nós a conhecemos. Porque este modelo estava a «tapar» uma monstruosa evidência de que há algo de erradíssimo nas nossas leis físicas. Lá terei de fazer um post no «outra margem». E a ida à praia?

2:45 da manhã  
Blogger PedroMSousa said...

Pelos vistos o a idade das trevas ainda ainda sobrevive no século XXI. Parece ser mais fácil acreditar no Pai Natal e no professor Bambo do que no consenso científico. Não percebo como é que se pode dar tanta importância e credibilidade a alguém que só é famoso por aparecer na televisão. O Sr John Coleman não apresenta no seu CV um único artigo cientifico publicado em revista com per review, e muito menos sobre as alterações climáticas. Lembro só que as conclusões básicas sobre o aquecimento global são apoiadas por mais de 30 sociedades e academias de ciências dos países mais industrializados, pela NASA - Goddard Institute for Space Studies e claro pelo Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC) das Nações Unidas.

1:43 da tarde  
Blogger Tarzan said...

"Pelos vistos o a idade das trevas ainda ainda sobrevive no século XXI."

Este comentário é típico de quem vive cioso de uma ortodoxia científica. Meu caro, eu também poderia dizer o mesmo de quem defende que as alterações climáticas são algo de anormal e resultado da acção humana. Há muita evidência científica de que assim não é e de que a acção humana do ponto de vista global é residual.

Consulte outros posts deste blog, do outramargem, do Mitos Climáticos e do Eco-tretas e talvez perca a noção de consenso. Como lerá no outramargem, também no tempo de Copérnico o consenso científico apontava para o modelo Ptolomaico e quem dele discordasse vivia nas trevas. E havia muita gente disposta a iluminá-los com belas fogueiras.


http://outramargem-alf.blogspot.com/

http://range-o-dente.blogspot.com/

http://mitos-climaticos.blogspot.com/

http://ecotretas.blogspot.com/

11:56 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home